DICAS E CUIDADOS PARA UMA BOA NOITE DE SONO

Dormir oito horas de sono por dia é orientação básica de saúde que aprendemos desde cedo.   Todo mundo sabe que uma boa noite de sono é fundamental para repor as energias e ter uma maior qualidade de vida. Mas, se o sono é tão importante, que cuidados precisamos ter com a nossa cama?

Esta é uma questão importante e que ainda gera dúvidas. Por isso, selecionamos aqui algumas dicas simples para observar na hora de escolher sua cama e colchão.

ESCOLHENDO O COLCHÃO

Chegou a hora de comprar ou trocar seu colchão. O primeiro passo é saber o tamanho e o acabamento. Lembre-se: o colchão é primordial para garantir seu descanso. 

Colchão de molas: este é um tipo de colchão bem popular porque oferecem diferentes níveis de firmeza e proporcionam um bom apoio distribuindo uniformemente o peso do corpo.

Colchão de espuma: geralmente são muito resistentes, macios e flexíveis. Conseguem distribuir bem o peso do corpo e garantem um sono descansado e uma melhor circulação sanguínea.

Colchão de látex: mais flexível, com boa adaptação corporal, transpirável e muito resistente. Foi produzido para facilitar a circulação de ar pelo colchão, atua como regulador de temperatura e é mais suave.

Colchões viscoelásticos: o visco é moldável de maneira mais fácil e distribui a pressão por todo o corpo. Isto proporciona uma sensação de maior sustentação e firmeza ao deitar. Também uma excelente opção.

Para escolher o material do colchão e seu nível de firmeza, é importante saber que posição você dorme.

  • Quem dorme de barriga para cima: colchão firme para não afundar;
  • Quem dorme de lado, o ideal é um modelo rígido para relaxar/afundar ligeiramente o ombro;
  • Quem dorme de barriga para baixo o melhor é o meio termo entre os dois exemplos anteriores.

Um colchão flexível é o ideal para pessoas mais magras e o modelo firme para as demais. Quem sente muito calor e costuma se mexer durante a noite, um colchão firme é a melhor opção, pois facilita os movimentos. Os colchões de molas são mais frios por isso são mais indicados para quem sente muito calor.

CUIDADOS PARA OS COLCHÕES  

  • Importante o colchão pegar ar e, se possível, sol. Abra a janela do quarto para o ambiente ficar mais arejado e evitar ácaros;
  • Os lençóis estão em contacto diretos com seu colchão, por isso, quanto melhor a qualidade da roupa de cama, mais tempo seu colchão vai durar;
  • É sempre bom virar o colchão de três em três meses para evitar que ele afunde;
  • Geralmente os colchões podem durar até 10 anos. Depois deste tempo começam a ter menos firmeza e apresentar algumas deformações. 

E A CAMA?

Para escolher uma cama, a palavra de ordem é proporção. Ou seja, não adianta escolher uma cama gigante para um quarto pequeno, pois é preciso deixar espaço para circulação. Por outro lado, a cama precisa ter um tamanho mínimo para que uma ou duas pessoas possam deitar confortavelmente.

Uma boa dica é deixar um espaço mínimo de 70 cm de cada lado da cama. Em alternativa, para conciliar as duas necessidades (tamanho da cama e do quarto) é encostar a cama num dos cantos de parede, facilitando assim a circulação.

Quer saber se tudo vai caber? Marque as medidas dos móveis e o espaço de circulação com fita adesiva. Só assim você terá a ideia das dimensões exatas da cama que irá comprar.   

  • A cama de casal tem geralmente 1,88m de comprimento e 1,38m de largura. Sendo feita para duas pessoas esta cama tem as dimensões aproximadas de duas camas de solteiro lado a lado.
  • Queen Size é uma cama ligeiramente maior que a cama de casal, com 1,98m de comprimento e 1,58m de largura.
  • A cama King Size, a soberana das camas para duas pessoas, mede 2,03m de comprimento e 1,93m de largura. Esta cama tem muito espaço para proporcionar todo o conforto ao casal, mas estas dimensões podem ficar impraticáveis em quartos pequenos.

NADA DE PULAR NA CAMA

As mães ficam irritadas com razão! Pular na cama é divertido, mas o pobre colchão não se diverte nada. Os colchões de molas são os que mais sofrem com esta brincadeira, onde o estrado e os pés da cama acabam se desgastando com mais facilidade, e assim causando prejuízos maiores, num curto espaço de tempo.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *